Casa de Recuperação

Pedra que Brilha


Nossa História

A criação da instituição teve início quando a fundadora do projeto ouviu de dois ex-usuários de drogas de como o evangelho transformou suas vidas e lhes deu oportunidade de trazê-las de volta às estruturas sociais. A mesma visualizou a possibilidade de oportunizar as pessoas que viviam à margem da sociedade em sua cidade e região. A ideia inicial era criar um grupo para dar palestras e fazer passeatas com o intuito de difundir entre a população um trabalho de prevenção contra as drogas e propagação do Evangelho de Jesus Cristo.

Ao realizar a primeira cruzada evangelística anti drogas na cidade de Itaberaba, a sua organizadora passou frequentemente a ser procurada por pessoas que queriam sair do submundo das drogas e não sabiam como. A mesma ao se deparar com esta situação e sem saber o que fazer, foi informada que existia um centro de recuperação voltado para esse público passsando a encaminhá-los.

O que foi determinante para a fundação Pedra que Brilha foi quando uma adolescente que vivia em conflito com a lei, após assistir uma das palestras procurou a Srª Mariá buscando ajuda, contando sua triste história de vida de agressões, uso e abuso de drogas e prostituição infanto-juvenil. A partir destes fatos, Mariá procurou o juiz da cidade, Dr. Eduardo Carrichio, que a incentivou e orientou a mobilizar a sociedade civil para se organizar e criar a primeira casa de abrigamento da região da Chapada Diamantina na cidade de Itaberaba, o que se tornou um marco histórico até os dias de hoje.

Como disse o sábio Salomão no capítulo 24, versículo 11: "Livra os que estão sendo levados para a morte e salva os que cambaleiam indo para serem mortos."

Nossos Objetivos


Amar

Cuidar

Abrigar

Ensinar

Fotos